Publicado em Alimentação

Coco, o superalimento

27 de março de 2018

Coco, o superalimento

Dentro deste fruto dos coqueiros, há uma força inigualável. Versátil e poderoso, encontramos nele benefícios imensos à saúde humana. Estando verde, permite que sua água seja consumida em maior quantidade e estando maduro pode ser apreciado de várias maneiras, possuindo também as tão importantes fibras.
O valor nutritivo do coco apresenta um ótimo teor de sais minerais principalmente potássio e fósforo, sendo assim, indicado para combater a arteriosclerose, enfermidades dos nervos, cérebro e pulmões, além de ser ótimo para os diabéticos. O fruto contém cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, zinco, manganês, selênio, vitamina C, piridoxina (vitamina B6), vitamina B12, tiamina (vitamina B1), riboflavina (vitamina B2), niacina (vitamina B3), ácidos graxos e cobre. O maior coqueiral do planeta fica aqui no Brasil, na região Amazônica. A medicina Ayurveda (conhecimento médico mais antigo do mundo, desenvolvido na Índia) utiliza o coco há mais de 4000 anos para tratar diversos problemas de saúde e nutrir o corpo.

O poder invencível do óleo de coco

O óleo de coco é derivado da massa do coco e rico em ácidos graxos de cadeia média, portanto de fácil metabolização e pouca capacidade de oxidação, podendo ser levado ao fogo em altas temperaturas sem perder nenhum de seus benefícios e nutrientes. Possui de 44 a 52% de ácido láurico que se transforma em monolaurina em nosso corpo, destruindo as membranas que envolvem os vírus bem como tornando inativas bactérias, leveduras e fungos maléficos à saúde. Este ácido láurico possui uma atividade antiviral que atua, conforme pesquisas científicas realizadas recentemente inibindo o desenvolvimento do HIV, pois destrói as membranas das células que protegem o vírus e fortalece o sistema imunológico fazendo a medula óssea fabricar mais células de defesa. Também possui 7% de ácido cáprico, um composto que possui atividades microbianas e que é um poderoso agente anti-inflamatório que combate cândida, citomegalovírus, clamídia, estreptococos, h.pylori, influenza e estafilococos. Também auxilia no balanceamento das taxas de colesterol no sangue, aumentando o bom colesterol. Contribui para a perda de peso em excesso e também é utilizado para tratamentos de pele como óleo corporal e como remédio para queimaduras e cortes.


O Óleo de Coco é um alimento. Portanto, não há uma "dose" certa, devendo prevalecer o bom senso adotado para outros alimentos associados a benefícios de saúde, como o chocolate amargo, o vinho tinto, o chá verde, entre outros. Nos países onde o consumo do óleo de coco faz parte da rotina alimentar, o uso varia de 30 a 45 mL por dia (de 2 a 3 colheres das de sopa).
Pode ser utilizado como tempero de saladas, adicionado a shakes, misturado com granola, iogurte, salada de frutas, etc. Pode também substituir os outros óleos utilizados na cozinha ou ser empregado em qualquer outro preparo culinário idealizado por você. Pode-se também tomar com uma colher. Algumas pessoas ingerem 30 minutos ou 1 hora antes da refeição, para gerar sensação de saciedade, ou após atividades físicas, com o objetivo de aumentar o efeito sobre gorduras localizadas.


Experimente e sinta todos estes e muitos outros benefícios que o coco pode lhe trazer!

Continue lendo